Este vídeo de 90 segundos irá alterar a forma como vê o mundo

0

Todos nós já olhámos para mapas suficientes nas nossas vidas, para ter uma boa compreensão do tamanho dos continentes e países que compõem o nosso pequeno planeta. … Ou, será que não? Estes 9 mapas animados criados pelo Business Insider colocam as massas terrestres que nos são tão familiares numa nova perspectiva louca, e parece que a nossa imagem do globo afinal não é assim tão correcta.


(Vídeo em Inglês)

Para começar, tudo pode ser maior no Texas, mas poderá não estar ciente de que consegue colocar o estado norte-americano numa massa terrestre como a da Gronelândia três vezes.

Impressionante, correcto? Então e isto? Na China é possível colocar a Gronelândia quatro vezes e ainda assim sobrar espaço.

Os EUA também não são tão grandes como poderia pensar, sendo possível posiciona-los confortavelmente na Rússia duas vezes. Mas claro que já o esperava, uma vez que a Rússia é o maior do mapa, correcto?

Errado. Este provavelmente será o facto que o irá admirar mais. África, que provavelmente você consideraria ser bastante menor do que a Rússia, é na realidade… bom, não vamos estragar a surpresa, o melhor será ver por si mesmo.

Uma vez que aceite esta reorganização da sua visão mundial, as boas notícias são que existe uma razão científica para termos vindo a subestimar o tamanho do continente Africano – e muitas das outras massas de terra do planeta: os nossos mapas estão seriamente errados.

Isto deve-se a algo conhecido como a projecção Mercator, que era uma projecção de mapa cilíndrico inventada em 1569 para ajudar os navegadores a seguirem a sua “verdadeira” posição no planeta. E essa é a base que ainda hoje utilizamos para a maioria dos mapas que existem nas nossas escolas e livros.

Se estiver no topo ou na parte inferior do mapa (Olá, Antárctica), irá parecer bastante maior e mais espalhada do que aparentaria se estivesse localizado mais perto do meio.

Portanto, a culpa de estarmos a subestimar África há este tempo todo, e dizer a todos que a Rússia é gigante não é nossa. Os mapas é que nos induziram em erro… Odeio quando isto acontece.

[ScienceAlert]

Leave A Reply