Veja como é ver cor pela primeira vez

0

Imagine passar toda a sua vida sem ver uma cor com o verde ou o vermelho, e de repente de um momento para o outro vê-la pela primeira vez. Apesar de a maior parte das pessoas daltónicas no mundo não terem esta hipótese, Noll Stafford da Flórida recebeu a fantástica oportunidade como presente na festa do seu 66º aniversário.

Os seus filhos juntaram-se para lhe comprar um par de óculos especial que corrige o daltonismo, e o momento espectacular, foi registado em vídeo.

Pode claramente ver o quão feliz Stafford ficou assim que colocou os óculos, e conseguiu ver a cor pela primeira vez, e uma vez que ele é paisagista, ver flores coloridas e plantas pela primeira vez deve ter sido incrível.

Na verdade, Stafford não é o único sortudo a poder ver a cores, a companhia que produz os óculos, a Enchroma, encoraja os seus utilizadores a captarem as suas primeiras reacções à cor em filme e partilha-las.

A estratégia da companhia é verdadeiramente brilhante, e cada semana surgem novos vídeos no YouTube, e grande parte deles são bastante emocionais como este.

Aqui está uma compilação das reacções favoritas da empresa em 2015, e sabemos que irá adora-las.

Mas vamos nos focar agora, na forma como os óculos da Enchroma funcionam, e o que é na realidade o daltonismo.

O termo que geralmente é utilizado para definir, cegueira à cor na verdade não é o melhor, uma vez que impõe a ideia de que a pessoa que sofre da condição apenas consegue ver o mundo a preto e branco, o que não é verdade (apesar de existir uma condição extremamente rara chamada achromatopsia, na qual a pessoa não consegue observar qualquer cor).

O olho humano em geral tem três tipo de células sensíveis à cor, nomeadamente os cones azul, vermelho e verde, e todos juntos fazem com que possamos experienciar uma visão colorida e rica.

O que acontece com as pessoas que sofrem desta condição, é que existe um desalinhamento destes cones, o que faz com que diminua o numero de tons que o olho consegue discernir.

Depois, dependendo no desalinhamento, as pessoas podem ter daltonismo no vermelho-verde, ou azul-amarelo (apesar de o primeiro ser o mais comum).

Na imagem abaixo, criada por Johannes Ahlmann, encontrada no Flickr, poderá ver uma comparação

Agora voltemos aos óculos da Enchroma, os quais se focam maioritariamente na deficiência vermelha-verde. Estes óculos foram desenvolvidos originalmente para proteger os médicos durante o processo de operações a laser, mas rapidamente se descobriu que a tecnologia teria utilidade também fora das unidades de saúde.

As lentes dos óculos, foram desenhadas especificamente com o recurso a modelos computorizados que simulam daltonismo vermelho-verde, para corrigir a condição, removendo um grupo de comprimento de onda específico do espectro de visão.

Como resultado, o cérebro das pessoas que sofrem da condição consegue separar de forma mais eficiente os sinais desalinhados dos cones vermelho e verde, trazendo a sua visão de cores de volta à vida.

Abaixo, tem uma imagem de comparação da própria Enchroma que o ajuda a melhor compreender a grande diferença para uma pessoa que sofre da condição.

O preço dos óculos começa nos 340 dólares para adultos, e 269 para crianças, e apesar de não ser uma cura para a condição, é claramente uma grande melhoria para a sua visão e para assimilarem as cores à sua volta.

Comment