Um coelho ajudou a revelar uma caverna medieval

0

Foi através de uma toca de coelho, no Reino Unido, que se chegou à descoberta de algumas cavernas subterrâneas, usadas como abrigo pelos Templários há mais de 700 anos atrás.

Essa toca de coelho, está localizada no campo de um agricultor, em Shropshire, no Reino Unido, e depois de lá ter entrado um coelho e terem ido investigar o seu interior, revelou-se a existência uma extensa rede de cavernas, que se acredita terem sido usadas pelos Templários.

Esta descoberta não é de nova, mas só agora, graças ao fotógrafo Michael Scott, se pôde observar realmente bem o seu interior. Este partilhou agora diversas fotografias e também um vídeo do interior daquele que terá sido “um templo subterrâneo”, que serviu de abrigo aos Templários.

O fotógrafo explicou que as cavernas se encontram em “espantosas” condições, com algum equipamento de topo, algumas câmaras pequenas, as cavernas de difícil acesso puderam ser filmadas, fotografadas e captado algum do seu pormenor. Estas cavernas foram encerradas há alguns anos, pelo motivo de serem utilizadas por visitantes para a realização de cerimónias de magia negra, entre outros rituais.

Esta entrada, que parece apenas uma inocente toca de coelho, é na realidade, uma entrada para as “Caynton Caves”, um esconderijo subterrâneo medieval.

Este espaço pertenceu aos Templários, uma temida ordem militar católica que construiu o seu poder e riqueza lutando nas Cruzadas. Mais tarde, as cavernas foram usadas por druidas, pagãos e seitas religiosas secretas, procurando um espaço de cerimónia seguro.

Os seus membros fizeram um voto de pobreza e castidade para se tornarem monges, usavam mantos brancos com a característica cruz vermelha. O seu símbolo passou mais tarde, a ser um cavalo montado por dois cavaleiros.

É ainda especulado que as cavernas possam ser ainda mais velhas, talvez remontem pelo menos ao século XVII.

As imagens de maior qualidade e o vídeo agora publicado, permitem observar melhor a magnitude do espaço, bem como as condições em que estas cavernas se mantiveram até aos dias de hoje, mesmo tendo sido utilizadas e nunca terem sido vedadas ou isoladas dos turistas e visitantes curiosos.

Comment