Tirar a pen ou remover com segurança?

0

Todos nós já precisámos de copiar informação num curto período de tempo para uma pen usb, e removemos a pen sem proceder à remoção com segurança do Windows, alguns, até fazem desta prática a sua norma, enquanto que outros respeitam a sugestão da gigante de software, Microsoft, e procedem primeiro à remoção com segurança do dispositivo usb, e apenas posteriormente removem a pen, outros nunca o fazem, e removem directamente a pen, mas afinal, é ou não importante fazer a remoção segura dos dispositivos usb?

A verdade é que aquele tempo extra tem um motivo para existir, e este é o de terminar todas e quaisquer transacções de informação em curso, sejam estas cópias ou até eliminação de ficheiros, e apesar de na última versão do sistema operativo da Microsoft, Windows 10, o processo de gravação de informação na pen ser iniciado imediatamente e da forma mais célere possível, nos anteriores sistemas operativos da software house, muitas das vezes a informação apenas era gravada no momento em que o computador considerasse que esta representava o menor consumo energético para o computador, pois estes sistemas operativos, tratavam os discos externos e pen’s usb, como dispositivos que iriam estar acoplados durante bastante tempo ao computador.

Claro que existe também o velho método de deixar acabar a cópia, fechar a janela, e aguardar 5 segundos antes de remover a pen usb, mas efectivamente o método mais seguro, apesar de não ser 100%, é remover com segurança o dispositivo usb, mesmo quando estamos apenas a ler dados, pois corremos sempre o risco de corromper parte do sistema de ficheiros da pen, ou até mesmo de corromper a informação e torna-la inacessível.

Para melhor entender, para o computador, que lida apenas com prioridade vs eficiência, não é eficiente gravar apenas um ficheiro, então ele irá aguardar para ver se mais algum ficheiro necessita de ser gravado no dispositivo, para assim diminuir o consumo energético e não interromper outras operações de maior prioridade que possa estar a fazer.

Mas o que acontece então de diferente quando carregamos em remover o hardware com segurança? Primeiro que tudo, quando mandamos o sistema operativo proceder a esta operação, ele ordena que todos os ficheiros em lista de espera sejam gravados no dispositivo depois, alerta todos os programas que possam eventualmente a fazer acesso ao dispositivo de que este será removido, e por fim, se tudo correr bem, avisa-nos que é seguro remover o dispositivo, caso contrário, avisa o utilizador de que existem programas a aceder ao dispositivo que impedem a remoção segura do dispositivo.

Claro que como já dissemos acima, os sistemas operativos modernos fazem uma gestão bastante mais inteligente, reduzindo os riscos para mínimos, mas segurança nunca é em demasia.

Comment