É realmente importante remover com segurança uma pen USB?

0

Todos nós já retiramos as nossas pen drives USB dos nossos computadores em vez de ejecta-las como deve de ser, tudo isto para recebermos o aviso a nos informar que não o devíamos fazer. Mas quando tudo corre bem na vez seguinte em que conectamos a pen, não nos podemos deixar de perguntar: realmente acontece algo quando fazemos a remoção segura USB?

Bem, nós fizemos alguma pesquisa, e a verdade é que acontece. De facto, esperar aqueles 30 segundos extra para poder a remover com segurança pode ajudar a gravar devidamente os seus dados e software. Mas o risco depende na realidade do seu sistema operativo, e o que realmente está a fazer com a sua pen drive.

Como Phillip Remaker explicou à Quora (numa resposta que agora tem mais de 11 000 visualizações), os nossos sistemas operativos estão programados para tratar as nossas unidades externas – como as pens USB – como se elas sempre lá estivessem desde sempre. E esperam que os ficheiros lá presentes, estejam acessíveis indefinidamente e isto muda a forma como interage com a unidade externa.

Isto significa que se um programa no computador estiver a ler um ficheiro sem estar a escrever qualquer informação na unidade, não existirão provavelmente quaisquer problemas se remover repentinamente a sua pen USB. Mas arriscasse a confundir o computador, diz Remaker. “Os sintomas podem incluir: Perda de informação, sistemas de ficheiros corrompidos, falhas de programas, ou pendurar o computador obrigando a reiniciar”.

Por outro lado, se alterou ou carregou nova informação para a sua unidade em algum ponto, não interessa há quanto, as coisas podem ser um pouco mais arriscadas. Isto porque os nossos sistemas operativos são demasiado eficientes para simplesmente pararem as operações actuais e gravar a informação quando lhe ordena tal coisa. Em vez disso, a maior parte estão programados para fazer algo conhecido como ‘cache de escrita’.

Rachel Z. Arndt explica o que significa isso na prática na Popular Mechanics:

“Para o bem da eficiência, os sistemas operativos não escrevem os ficheiros que está a mover para o disco até que existam múltiplos ficheiros para mover. Ejectar a unidade é uma forma de dizer ao computador que é a altura de os escrever, que o computador considere ou não eficiente. Quando remove a pen drive sem dizer ao computador primeiro, este pode não ter terminado de escrever na unidade”.

Isto significa que retirar a sua unidade externa sem avisar poderá resultar na perda definitiva do ficheiro que acabou de escrever – mesmo que o tenha escrito há horas.

Portante como é que o comando “Remover Hardware com Segurança” resolve este problema? Como Remaker explica, o comando faz o seguinte:

– Procede a todos as cópias activas para o disco.
– Alerta todos os programas (que sabem como ler o aviso) que a unidade vai ser removida, e para tomar as acções apropriadas.
– Alerta o utilizador que os programas não conseguiram tomar acções e ainda têm ficheiros em aberto.

Claro que, os sistemas operativos modernos estão se a tornar cada vez melhores na sua preparação para nossa remoção repentina das unidades externas ao escreverem o mais rápido possível. O Windows até apresentou uma nova funcionalidade chamada “Optimizar para Remoção Rápida” que pode utilizar para ter a certeza de que os ficheiros são escritos rapidamente, em vez de serem guardados para escrita posterior em cache, que é a forma mais eficiente.

Mas nunca poderá ter a certeza de quando o seu computador acabou de escrever informação na sua unidade externa, e isso torna a remoção repentina numa aposta cega. Conclusão? “Pode remover a unidade a qualquer altura, mas está sempre à mercê de como os programas lidarem com a remoção repentina dessa unidade”, diz Remaker.

Portanto continue a viver a vida ao extremo, removendo a pen drive USB repentinamente se não tiver 30 segundos para gastar. Mas lembre-se apenas do risco da próxima vez que estiver a gravar a sua informação preciosa (digamos, o novo episódio do Game of Thrones… obtido legalmente, claro) na sua unidade USB.

[ScienceAlert]

Leave A Reply