Primeiras imagens da sonda Cassini após entrada na atmosfera de Saturno

0

A sonda Cassini já entrou na última missão antes de sucumbir à atmosfera de Saturno e também já enviou imagens desta entrada entre o planeta e os seus anéis. Nunca a atmosfera de Saturno pode ser analisada e observada de tão perto.

É assim oficial, a sonda Cassini conseguiu, com sucesso, atravessar os complexos anéis de Saturno e já está no espaço entre estes e a densa atmosfera do próprio planeta. O sinal enviado pela sonda foi recebido nos escritórios da agência espacial norte-americana NASA, na última Quinta-Feira às sete da manhã de Lisboa, já estava a enviar imagens da atmosfera de Saturno, como nunca antes a tínhamos observado. A sonda Cassini entra assim na última fase da sua missão de exploração planetária, da qual irão sair mais dados e da qual sairão também mais imagens e fotos da atmosfera de Saturno, até esta sucumbir à sua enorme pressão. Deverá então deixar de funcionar em Setembro, altura em que a pressão tomará conta do aparelho.

Neste momento, a sonda Cassini está precisamente a 3 mil quilómetros das nuvens, na região mais alta da atmosfera de Saturno, onde a pressão é semelhante à sentida no planeta Terra, ao nível do mar. Está também a 300 quilómetros dos anéis visíveis mais interiores do planeta gasoso, este espaço, que tem cerca de 2 mil quilómetros de largura, nunca tinha sido explorado, até agora, por nenhum instrumento fabricado pelo Homem. É principalmente por isso que a missão Cassini pode ainda vir a dar aos cientistas mais conclusões e novas informações sobre este planeta.

Para alcançar este feito, a sonda Cassini teve de viajar a uma velocidade de 124.000 km/h. A região não terá partículas maiores do que cinzas de fumo, acreditavam os cientistas, mas ainda assim, podiam, possivelmente, ser muito perigosas para a sonda, ou seja, à velocidade que esta viaja, tais partículas seriam suficientes para danificar partes essenciais da mesma. Foi também por esse motivo que os engenheiros da NASA equiparam a sonda com antenas e escudos, que se orientavam conforme a direcção das partículas.

Por agora, todo esse material funcionou sem problemas, mas será posto à prova mais uma vez, na próxima semana, primeira semana de Maio, quando a sonda Cassini voltar a atravessar os anéis para recolher mais informações sobre eles e sobre atmosfera de Saturno.

Leave A Reply