Por que é difícil manter contacto visual durante uma conversa

0

Já tentou ter uma conversa e teve dificuldades em manter contacto visual? Bom, não está sozinho, e uma nova pesquisa sugere que há uma boa razão científica por detrás disso. Basicamente, parece que nossos cérebros simplesmente não conseguem lidar com as tarefas de pensar nas palavras certas e focar um rosto ao mesmo tempo.

É mais perceptível quando estamos a tentar utilizar palavras menos familiares, que parecem utilizar os mesmos recursos mentais que os que utilizamos para manter o contacto visual. Pesquisadores da Kyoto University, no Japão, testaram-no com 26 voluntários jogando um jogo de associação de palavras enquanto observavam rostos gerados por computador, descobriram que quando os voluntários estavam mantendo contacto visual, acharam mais difícil encontrar as palavras certas.

Foram feitos testes tanto a olhar para animações de rostos mantendo contacto visual, como rostos olhando para longe, os participantes foram então convidados a pensar sobre ambos os elos entre palavras de fácil associação e palavras de não tão fácil associação, portanto palavras como “faca”, que pode ser associada a verbos como cortar, esfaquear, e não muito mais, foram fáceis de obter ao olhar para um rosto, mas palavras mais complexas, como por exemplo “pasta” foram mais difíceis, pois existem muitos verbos que se podem utilizar para descrever as acções .

Cada vez que havia palavras mais complexas envolvidas, e os participantes estavam a ser observados, demoraram muito mais tempo a encontrar associações e, a partir daí, os pesquisadores concluíram que deveria existir demasiada informação ao mesmo tempo para o cérebro controlar.

Assim, podemos concluir que, embora manter uma conversa ao mesmo tempo que fazemos contacto visual seja claramente possível, demonstra-se que tal retarda a conversa e, portanto, demonstra que estamos naquele momento exigindo demasiado da mesma região do cérebro.

Não se esqueça, se alguém falar consigo, e não o olhar nos olhos, não ache que está apenas a ser rude, talvez tenha apenas o sistema cognitivo sobrecarregado.

As descobertas foram publicadas na revista Cognition.

Leave A Reply