Poderá existir vida nas cavernas da Antártida

0

Apesar de a Antártida ser gelada e inóspita, tem os seus segredos, e parece que as cavernas por baixo desta, podem conter vida que desconhecíamos. Na ilha de Ross, na Antártida, poderá existir vida complexa, e tudo isto se deve ao Monte Erebus, um vulcão activo na região, que poderá estar a aquecer as grutas subterrâneas da região criando assim condições adequadas para a existência de vida animal, e até de plantas.

Segundo o Dr. Ceridwen Fraser da ANU Fenner School of Environment and Society, a análise às amostras do solo do local, revelou traços de ADN de algas e pequenos animais, e a temperatura dentro das grutas subterrâneas, chega a atingir os 25 graus, uma temperatura que para a região é bastante elevada, permitindo até estar dentro destas, tendo apenas vestido uns calções e uma T-shirt, sem sentir frio.

Além disso, as grutas estão bastante bem iluminadas, quer na sua entrada, naturalmente, quer em zonas em que a espessura de gelo é baixa, permitindo assim a entrada de luz através das paredes e do tecto destas.

Apesar de a maior parte do ADN detectado nestas grutas corresponder a criaturas que habitam a região, outra parte não se assemelha a nenhum dos registos existentes na base de dados, abrindo inclusivamente a possibilidade de existirem nelas inclusivamente, novas espécies de animais e plantas, até hoje desconhecidas.

O passo seguinte a dar, será claramente uma exploração mais aprofundada destas cavernas subterrâneas a fim de melhor catalogar quais as espécies que as habitam, e explorar também quantas grutas subterrâneas existem na região e com que interligações entre si.

É de facto bastante interessante esta descoberta, e a possibilidade de virem a ser descobertas novas espécies, e quem sabe até, bastante diferentes de todas as que conhecemos actualmente, teremos de aguardar por mais notícias, mas estes vestígios de ADN para já, parecem bastante promissores.

Leave A Reply