Pílula Contraceptiva Masculina pode estar a chegar

0

O conceito de pílula contraceptiva que conhecemos poderá estar prestes a desapareces, graças a uma nova alternativa, a pilula contraceptiva masculina. Está programa um ensaio clínico para uma nova e revolucionária pílula contraceptiva, que tem a particularidade de ser tomada pelo homem, a fim de evitar a gravidez.

O ensaio clínico irá envolver 420 caseis do Reino Unido, Suécia, Itália, Chile e Quénia, e diversas instalações médicas nos Estados Unidos, assim que forem tornadas publicas e aprovadas as autorizações requisitadas e necessárias para este teste.

Esta nova pílula contraceptiva, age de forma bastante simples, sendo produzida sob a forma de gel, que é posteriormente aplicado na zona dos ombros uma vez por dia. Este gel, contem progestina e testosterona, sendo que a primeira tem como função impedir a produção de esperma, e a segunda compensa os baixos níveis da hormona em causa.

Já foi elaborado um estudo piloto, no qual as contagens de esperma após a aplicação da pílula, eram de um milhão por milímetro ou inferior, o que é no geral clinicamente aceite como o nível de não produção de esperma, em 89 porcento dos participantes, e acredita-se que o facto dos restantes 11 porcento não terem apresentado leituras tão eficientes, se prende com o facto de estes não terem feito correctamente o procedimento, falhando aplicações.

Ainda no mês passado foi apresentado o método de prevenção de gravidez masculino, através da administração duas vezes por mês de uma injecção, que provou ser bastante eficiente, mas o estudo não pode ser levado até ao fim, uma vez que 20 dos participantes começaram a apresentar comportamentos como a disfunção eréctil, dores e mudança súbita de humor, e além disso, um dos participantes manteve os níveis abaixo dos normais de esperma, mesmo passados quatro anos da última injecção.

Um dos principais entraves à criação e utilização de uma pílula masculina, prende-se com o facto de o método de supressão da produção de esperma, criar também efeitos negativos similares ao da falta de testosterona.

A grande vantagem da administração via gel, é que a libertação da testosterona se dá de forma lenta e moderada, a um ritmo constante permitindo que os níveis desta hormona não fiquem extremamente baixos, mas garantindo ao mesmo tempo que estes, não atingem níveis acima dos quais é iniciado o processo de produção de esperma.

Leave A Reply