Os cães são óptimos para confortar após tragédias

0

Logo a seguir ao massacre de Orlando, 12 golden retrievers chegaram à cidade da Florida, como parte da equipa de resposta de emergência. Cada cão foi escolhido individualmente em cachorro devido ao seu comportamento calmo, e foram todos treinados para serem dóceis, reconfortantes e afectivos. Eles também são bastante focados, e dão atenção sem ladrar, saltar, ou se distraírem com eventos secundários.

Na semana passada, estes animais visitaram hospitais e igrejas, e estiveram com os funcionários do Pulse (o clube nocturno da tragédia). Estes cães são os mesmos que estiveram em Boston depois da maratona e na Sandy Hook depois do trágico tiroteio. Quando não existem tragédias nacionais, eles vão a escolas, hospitais e casas de repouso.

Diversos estudos demonstram que os cães e os humanos têm uma ligação especial, e conseguem ajudar-nos a melhorar. Existem até algumas fontes que afirmam que os cães podem ter efeito biológicos sobre os humanos aumentando os níveis da hormona ocitocina, também conhecida como a “hormona do amor”. A oxitocina pode melhorar a confiança, a capacidade de interpretar as expressões faciais, ajudar a superar a paranóia, e outros aspectos sociais positivos, disse o Smithsonian.

Existem até alguns estudos que afirmam que mimar os cães poderá ajudar a baixar as taxas cardíacas das pessoas, bem como a reduzir o stress e ansiedade. Também é bastante comum estes cães serem utilizados para reduzir o sentimento de depressão e para reduzir os sintomas de stress pós-traumático. As pessoas desabafam e confidenciam os seus problemas e preocupações aos cães, e como estes têm uma enorme empatia e são óptimos ouvintes, têm efeitos bastante positivos a ajudar a ultrapassa-los.

[ScienceAlert]

Leave A Reply