O Monte Agung entrou em erupção

0

Já foi desde a semana passada, precisamente desde Terça-Feira, que o vulcão localizado na ilha indonésia de Bali estava a expulsar cinzas vulcânicas, no entanto, a subida do magma indica agora que uma erupção muito maior há de estar para chegar.

Foi já há cerca de dois meses que o Monte Agung tem tido alguns registos de actividade sísmica, e finalmente, na última semana, o vulcão acabou mesmo por entrar em erupção, expulsando dessa forma cinza vulcânica a cerca de 4 km de altura. Acredita-se agora que uma erupção ainda maior possa estar eminente, ou seja, a actividade sísmica tem aumentado e o magma está de facto a subir. O nível de alerta foi lançado e está no máximo, e as autoridades já determinaram inclusive, uma zona de exclusão, num raio de 8 a 10 km do vulcão, que deve ser evacuada e manter-se assim até deixar de existir perigo.

Até agora são cerca de 40 mil pessoas as que já foram evacuadas da área, ainda assim as autoridades indonésias afirmam que cerca de 100 mil ainda têm de o fazer e o número pode vir aumentar para 150 mil, dependendo do resultado desta actividade sísmica. Até esta Segunda-Feira já foram cancelados 445 voos, deixando dessa forma retidas cerca de 59 mil pessoas, afirmou o porta-voz do aeroporto internacional de Ngurah Rai, Air Ahsanurrohim em comunicado.

Já há fotografias que já revelam um brilho vermelho com origem no vulcão, resultante do calor intenso. Isto também significa que o magma está a cada vez mais próximo da superfície. Uma vez que isso aconteça, esta irá descer pela montanha com consequências inesperadas.

As autoridades alertaram ainda para o perigo de Lahares, um tipo de avalanches de lama compostas por materiais vindos do vulcão, e também água. Este fluxo de lama vulcânica pode assumir duas formas, ou mais líquida ou mesmo como o cimento. Além de lama, os lahares arrastam muitos destroços ao movimentarem-se vulcão a baixo, como por exemplo pedras de grandes dimensões e troncos de árvores. Os fluxos podem ainda mover-se a velocidades muito rápidas e dessa forma levar a um aumento do nível das águas dos rios.

A última grande erupção do Monte Agung deu-se em 1963 e durou cerca de um ano. Vitimou mais de mil pessoas e só desde então são tomadas medidas para controlar a actividade do vulcão na Indonésia, região que tem mais de 140 vulcões activos.

Leave A Reply