O ambiente em Titã poderá ser bastante mais parecido com a Terra do que o pensado

0

Parece que o Tempo é Titã, uma Lua de Saturno, poderá ser mais extremo e parecido com a Terra do que se pensava até agora. A maior lua de Saturno, é por si mesma um lugar bastante misterioso, mas quanto mais a investigamos, mais surpresas parecem aparecer.

Não só Titã é o único corpo celeste para além da Terra que tem uma densa atmosfera rica em nitrogénio, como tem também de Metano à superfície, e nuvens de metano presentes na atmosfera, e o processo pelo qual os gases passam para se tornarem líquidos e vice-versa, é bastante similar ao ciclo da água aqui na Terra.

Graças à missão Cassini-Huygems da NASA e da ESA, que culminou a meio do mês passado quando a sonda entrou na atmosfera de Saturno, temos agora bastante mais informação acerca desta Lua, sendo que a última descoberta, foi a detecção de tempestades de metano, que apesar de não serem um fenómeno muito comum, são bastante intensas quando ocorrem.

A descoberta, fruto do trabalho de uma equipa de geólogos e cientistas planetários da UCLA, e é o resultado de algumas simulações e, relação à queda de chuva em Titã, a fim de determinar qual a intensidade que os eventos meteorológicos poderiam atingir, e como estes teriam afectado a superfície do planeta.

A conclusão foi a de que as intensas tempestades de metano afectam a superfície gelada de Titã, de uma forma similar à que as tempestades extremas aqui na Terra, afectam a superfície rochosa desta.

No nosso planeta, as tempestades intensas representam um papel bastante importante para a evolução geológica do mesmo, e quando as tempestades são bastante intensas, criam grandes fluxos de água que transportam sedimentos até as terras baixas, que criam estruturas de formato cónico conhecidas como ventoinhas aluviais.

A sonda Cassini detectou durante a sua missão estruturas similares na Lua de Saturno, tendo detectado também vastas dunas de areia nas zonas mais baixas da Lua, e os lagos e mares de metano nas zonas mais altas, principalmente na região norte.

Comment