NASA confirma que a Terra tem uma segunda “lua”

0

A Agência Espacial NASA, comunicou recentemente a existência de um pequeno asteróide de nome HO3, em órbita do Sol, facto que o mantém preso como um vizinho constante do nosso planeta Terra, segundo a Agência, este permanecerá assim durante os próximos séculos.

Por outras palavras, este não se trata exactamente de uma lua, não só pelo seu tamanho pequeno, mas também pelo facto de este não estar a orbitar o planeta Terra, mas sim o Sol. O que se passa é que este segue uma órbita tão irregular que acaba tendo um comportando semelhante ao de se orbitasse mesmo a Terra. HO3 é agora um pequeno asteróide que acompanha o nosso planeta.

Enquanto orbita o Sol, este asteróide, de nome HO3, parece mesmo circular em torno da Terra, a sua distância é demasiado extensa para que possa ser considerado um verdadeiro satélite de nosso planeta, mas é o melhor e mais estável exemplo até à data da existência de um outro corpo próximo da Terra, ou de um “quase-satélite”. A órbita do asteróide é irregular, o que faz com que esta varie entre 38 e 100 vezes a distância da Lua principal do nosso planeta.

Na sua jornada anual em redor do Sol, HO3 gasta cerca de metade do tempo mais próximo do Sol do que a Terra, e passa à frente do nosso planeta, fazendo com que fiquemos para trás. A sua órbita também é inclinada, o que faz com que este suba e desça uma vez a cada ano através do plano orbital da Terra. Com esse efeito, o pequeno asteróide é capturado numa “dança” com a Terra que vai durar, segundo a NASA, centenas de anos.

A NASA afirma ainda que este possuí cerca 36,5 metros e não mais do que 91 metros de largura.

HO3 não será mesmo dada a duração da sua estadia, considerado uma lua do nosso planeta, uma vez que a definição base de uma lua ou satélite natural, é a de um corpo que esteja preso pela órbita do planeta, HO3 não está de todo na órbita do planeta Terra, embora este seja afectado pela gravidade do nosso planeta. Possui um tamanho muito pequeno, aproximadamente o de uma casa, e se o considerassem uma lua, o mesmo se para diversos asteróides que também orbitam o nosso planeta ou mesmo a estação espacial internacional.

Comment