NASA: O Aquecimento Global está a alterar a forma como a Terra oscila

0

O aquecimento global está a alterar a forma como a Terra oscila sobre o seu eixo polar, descobriu um novo estudo da NASA.

O derretimento das calotas polares – especialmente na Gronelândia – estão a alterar a distribuição de peso na Terra. E isso está a fazer com que tanto o Polo Norte como a oscilação, chamada de moção polar, mudem de rumo, de acordo com um estudo publicado na Sexta-Feira no jornal Science Advances.

Cientistas e navegadores têm medido com precisão o ver polo e a moção polar desde 1899 e durante quase todo o século 20 eles migraram um pouco em direcção ao canadá. Mas isso mudou neste século e está agora a se mover em direcção a Inglaterra, disse o autor principal do novo estudo Surendra Adhikari do Jet Propulsion Lab da NASA.

“A mudança recente da direcção do século 20 é muito dramática”, disse Adhikari.

Apesar dos cientistas dizem que a mudança ser inofensiva, é significativa. Jonathan Overpeck, professor de Geociência na University of Arizona que não fez parte do estudo, disse “isto destaque o quão real e profundamente grande é o impacto que os humanos estão a ter sobre o planeta”.

Desde 2003, a Gronelândia perdeu em média mais de 270 triliões de quilos de gelo por ano o que afecta a forma como a terra oscila de uma forma similar a quando um patinador levanta uma perna enquanto gira, disse o cientista da NASA Eirk Ivins, o co-autor do estudo.

1-nasaglobalwa

Ivins disse que gosta de pensar nisto como um bilião de camiões a levarem gelo para fora da Gronelândia por ano. Para além disso, a Antártica Oeste perde 125 triliões de quilos de gelo e a Antártica Leste ganha cerca de 74 triliões de quilos de gelo anualmente, levando a inclinar a oscilação mais ainda, disse Ivins.

Todos eles juntos acabam por puxar a moção polar apra leste, diz Adhikari.

Jianli Chen, cientista sénior de pesquisa no Centro de Pesquisa do Espaço da University of Texas, foi o primeiro a atribuir a mudança do polo às alterações climáticas em 2013 e disse que este novo estudo leva o seu trabalho mais em diante.

“Não existe nada com que nos preocuparmos” diz Chen, que não era parte do estudo da NASA. “É apenas mais um interessante efeito da mudança climática”.

[PHYS.org]

Leave A Reply