Na verdade, o Monte Everest não é a montanha mais alta da Terra

0

Desde que Sir Edmund Hillary atingiu o seu cume em 1953, milhares de aventureiros saíram para conquistar o mortífero cume do Monte Everest. Na verdade, tantas pessoas lá vão que esta beleza do Himalaia está lentamente a se tornar literalmente numa pilha de porcaria.

Everest deve a sua popularidade ao título impressionante de a “montanha mais alta do mundo”, mas, na realidade, não o é – não de acordo com a ciência. Sim, a montanha mais alta do mundo é na realidade Chimborazo – um estratovulcão no Equador, que é parte da Cordilheira dos Andes – porque é o ponto mais distante do centro da Terra e, portanto, o mais alto em termos de distância.

De acordo com o que Eli Rosenberg reportou para o The New York Times, o cume de Chimborazo sobe 6248 metros acima do nível do mar, o que é menor do que o Everest em 2600 metros, mas na realidade tudo muda quando medimos a partir do centro da Terra.

Basicamente, uma vez que a Terra não é plana (desculpa, B.o.B), é mais expandida para o exterior no equador e mais achatada perto dos pólos. Isto significa que as montanhas perto do equador são tecnicamente superiores às de outras áreas, e acontece que Chimborazo está quase na linha de cintura do nosso planeta, enquanto o Everest está 28 graus a norte.

Volcán_Chimborazo_-El_Taita_Chimborazo-

Mas quão mais alta? Bem, de acordo com um relatório, o Everest estende-se por uma distância de 6382 quilómetros desde o centro da Terra. Enquanto isso, Chimborazo estende-se por 6384 quilómetros. Embora seja uma diferença de apenas 3,2 km, isto significa tudo quando se trata do título da montanha mais alta.

Na verdade, estes 3,2 km são o suficiente para colocar Chimborazo em número um, e chutar o Everest para fora do top 20.

Esta não é exatamente uma novidade, no entanto – a NPR redigiu um relatório sobre Chimborazo em 2007. Mas então, porque é que o Everest continua a receber todo o amor, enquanto Chimborazo vai passando relativamente despercebido? Bem, tudo se resume ao quão difícil a subida é.

Se você for um alpinista, você quer o desafio mais difícil, que é o que o Everest oferece. São necessários 10 dias apenas para alcançar i acampamento base do Everest, seis semanas para se acostumar ao clima, e depois, uma árdua subida de nove dias até ao topo. Por outro lado, Chimborazo leva cerca de dois dias após a adaptação climática (de aproximadamente duas semanas), relata Rosenberg.

Além disso, é importante relembrar que o Everest continua a deter o título, quando medido do nível do mar. Se utilizar o nível do mar como métrica, o Chimborazo nem sequer pode ser classificado como o pico mais alto dos Andes. Esse título pertence ao Monte Aconcágua, que se estende por 6961 metros acima do nível do mar.

Então, se já fez planos para escalar Everest e juntar o seu nome ao do Sr Edmund Hillary, então não tema, pois continua a escalar a montanha mais alta do mundo (se o nível do mar for a sua métrica). Depois disso, sempre poderá escalar o Chimborazo, que irá então parecer um passeio no parque.

[ScienceAlert]

Leave A Reply