Graças aos Raios Cósmicos, Finalmente Sabemos Como é o Interior de Uma Pirâmide

0

As pirâmides do antigo Egipto esconderam os seus segredos durante 4500 anos. Mas graças a uma incrível tecnologia, os arqueólogos finalmente começaram a descobri-los.

O Projecto de Análise por Scan das Pirâmides utiliza “raios cósmicos” para criar mapas que mostrem as estruturas internas das pirâmides do Egipto. Na Terça, 26 de Abril, arqueólogos e pesquisadores do projecto revelaram as suas últimas descobertas.

As imagens mostraram que as câmaras internas da “Bent-Pyramid” com cerca de 4600 anos, e cerca de 105 metros, apenas 40 quilómetros a sul da capital do Egipto moderno, Cairo. Pela primeira vez, as imagens mostram também claramente a forma e estrutura da segunda câmara da pirâmide.

Conhecida em tempos ancestrais como a Pirâmide Brilhante do Sul, pensa-se que seja uma das primeiras pirâmides do Egipto. Como provavelmente conseguirá reparar pelo seu aspecto estranho, esta pirâmide em particular é tida como uma transição entre a pirâmide de degraus e a pirâmide de lados planos.

A técnica utilizada é comparável à forma como os raios-x funcionam, tirando o facto de se basear em partículas de muon. Estas partículas, que se originam nas interacções dos raios cósmicos no universo distante com átomos na atmosfera superior, podem penetrar centenas de metros de pedro antes de serem absorvidos. Ao colocar 40 filmes que reagem a muon dentro da pirâmide, os pesquisadores conseguem medir a densidade de pedra na estrutura. Depois de 40 dias de exposição às partículas de muon, a informação destes filmes foi combinada para criar uma imagem

Isto é apenas o início do incrível trabalho que poderemos esperar deste trabalho. Eles irão agora utilizar a mesma técnica em outras pirâmides do Reino Ancestral como Khufu, Khafre, e as Pirâmides Vermelhas.

[IFLScience]

Comment