Florence, o asteróide que passou junto à Terra afinal tem duas luas

0

Precisamente 7 milhões de quilómetros ficaram entre a Terra e o asteróide Florence, uma massa cósmica que passou recentemente ao lago do nosso planeta. Os cientistas da NASA monitorizavam o evento quando notaram algo extraordinário, o asteróide Florence é tão grande que não tem apenas uma, mas sim duas luas.

Se a passagem de um asteróide de grandes dimensões a passar próximo da Terra já era motivo de alerta, o facto de Florence ser tão grande que possui as suas duas próprias luas, ainda o torna mais fascinante para a ciência.

“Apesar de se conhecerem muitos asteróides que tenham passado mais perto da Terra que o Florence, era todos mais pequenos. O Florence é o maior asteróide a alguma vez ter passado pelo nosso planeta desde que teve início este programa da NASA, que detecta e segue este tipo de asteróides”, afirmou Paul Chodas, investigador da NASA, ao de Science Alert.

Ainda que com pouca qualidade e definição, a passagem do asteróide Florence foi captada pelos radares da NASA, que partilharam as imagens com o mundo. Com um diâmetro de 4,4 quilómetros, o Florence tem duas luas com 100 e 300 metros com órbitas de oito horas para a lua mais próxima e 22 a 27 horas para a mais afastada.

Esta é apenas a terceira vez que um asteróide triplo, ou seja, com duas luas, passa junto à Terra. Anteriormente ao Florence, tinha sido a vez do asteróide 1994 CC passar junto à Terra em 2009 e do asteróide 2001 SN263, em 2008.

Estas observações também permitiram confirmar que Florence, descoberto em Março de 1981, mede 4,5 km de diâmetro.

Florence é, por isso, o maior objecto celeste que passou tão perto do nosso planeta desde a descoberta do primeiro asteróide nas proximidades da Terra, há mais de um século.

A previsão é que Florence volte às imediações do nosso planeta em Outubro de 2024, mas só voltará a passar tão perto daqui a 500 anos, segundo adiantou a agência.

Leave A Reply