A explicação para o desaparecimento do Mar Cáspio

0

A maior massa aquática em terra, conhecida como Mar Cáspio, está a desaparecer por evaporação, e parece que os cientistas já sabem qual o motivo para tal. O Mar Cáspio está localizado entre a Europa e a Ásia, durante as últimas duas décadas tem estado a se evaporar, devido às altas temperaturas, consequências das alterações climáticas.

Os pesquisadores da University of Texas procederam a análises, e descobriram que o Mar Cáspio está a perder cerca de 7 centímetros anualmente, desde o ano de 1996, e se tal continuar, este irá atingir um mínimo histórico inferior ao medido em 1970, e tudo isto se deve às alterações climáticas e ao aumento total de temperatura de cerca de 1 grau célsio.

Apesar de existir nos últimos cem anos alguma variação nos níveis do mar, nenhuma foi tão significativa como a medida presentemente, e pensa-se que nenhuma se deveu a alterações climáticas como as presentes.

O estudo descobriu tudo por acaso, devido à intervenção da equipa no sentido de ajudar a calibrar os dados do satélite GRACE que foi posto em órbita em 2002. Durante esse procedimento, eles detectaram a variação extrema do Mar Cáspio, tendo sido detectados múltiplos níveis para a água deste Mar, o que levou a uma análise mais aprofundada por parte dos cientistas.

Ao analisarem os dados, a equipa detectou que os efeitos de evaporação eram muito superiores aos efeitos dos rios circundantes, o que significa que a evaporação se dá a uma taxa muito superior à da entrada de água através destes afluentes.

É esperado que a taxa de evaporação aumente, acompanhando a subida de temperatura prevista para a região devido ao aquecimento global, e a não ser que exista um aumento das descargas dos afluentes e da precipitação da zona, eventualmente o Mar Cáspio irá desaparecer dentro de cerca de 75 anos.

Leave A Reply