Espargos poderão ou não estar ligados ao Cancro

0

Um estudo recente publicado pela famosa revista Nature, sugeriu que a asparagina, uma substância que compõe o Espargo, poderá ajudar a espalhar uma forma agressiva de cancro da mama pelo corpo.

Apesar de o estudo ser verdadeiro, existem alguns detalhes importantes que devem ser levados em conta acerca do mesmo e que as pessoas no geral têm ignorado apesar da sua importância. Primeiro de tudo, a pesquisa como deve suspeitar, foi elaborada com recurso a ratos, e apesar de os ratos serem normalmente utilizados em estudos, estes não são seres humanos, e por isso estes não reagem às doenças da mesma forma que os humanos.

A asparagina não causa cancro, nem mesmo em ratos, o que foi detectado foi que o cancro da mama triplo-negativo, se espalha bastante mais rápido do que o esperado normalmente, mas tal só foi até agora detectado com este tipo de cancro em específico, uma vez que não foi testado com nenhum outro tipo de cancro.

É necessária uma pesquisa mais aprofundada, a fim de perceber se tal também é verdade em seres humanos, e se isto também acontece com outros tipos de cancro, e se tal acontecer, os pesquisadores poderão conseguir eventualmente criar novas formas de combater os tipos de cancro expostos a este componente.

Os médicos poderão considerar se o anterior se confirmar, tentar cortar ou bloquear a produção de asparagina no corpo, o que é importante uma vez que os nossos corpos produzem de forma natural este composto, e está em diversos alimentos do nosso dia-a-dia. Por exemplo, pode ser encontrado em carne de vaca, ovos, peixe, batatas, nozes, legumes, sementes e soja, e apesar de os níveis serem bastante baixos na maioria destes, nos espargos os níveis são bastante elevados.

Claro que nós já sabíamos que as alterações na nossa dieta poderão influenciar positivamente o decréscimo do crescimento do cancro, como vimos em estudos anteriores que comprovaram por exemplo a ingestão de açúcar com o crescimento de certos cancros.

O estudo e aprofundamento do conhecimento acerca de como a asparagina e outros alimentos influenciam o crescimento do cancro é ainda bastante recente, e é necessária uma investigação mais aprofundada, o que poderá levar a tratamentos melhores e mais eficientes no futuro, e uma vez que após ser testado um medicamento que bloqueia a produção do asparagina nos ratos o crescimento do cancro abrandou, o futuro poderá ser bastante risonho.

Comment