A Energia Negra Não Se Alterou Durante Biliões De Anos

0

A expansão do universo deve-se à energia negra, uma misteriosa forma de energia que nos rodeia e preenche todo o cosmos. Mas as suas características exactas continuam desconhecidas, com muito daquilo que sabermos acerca de energia negra a vir do seu efeito sobre as galáxias.

Agora, um novo estudo de cientistas da University of Alabama em Huntsville, publicou-o nos Monthly Notices da The Royal Astronomical Society, afirma que a energia negra nunca se alterou ao longe de biliões de anos. Os astrónomos utilizaram o tamanho de aglomerados de galáxias como “réguas cósmicas”, compararam o tamanho de aglomerados mais próximos com os mais distantes. Se a taxa de expansão ao longo do tempo tivesse se alterado, a sua dimensão relativa teria se alterado também, mas os cientistas não observaram tal fenómeno.

Esta descoberta foi possível graças ao telescópio raio-x da NASA Chandra. Os astrónomos aproveitaram o facto de os aglomerados de galáxias parecerem similares quando observados através de raio-x, seleccionando 300 diferentes aglomerados com distâncias entre 760 milhões até 8.7 biliões de anos-luz.

A equipa comparou esta aproximação a uma “Boneca Russa (Matrioska)”, devido a terem imaginado estes aglomerados de galáxias dentro uns dos outros. Se os parâmetros cosmológicos se alterassem com o passar do tempo, os aglomerados não funcionariam como a boneca russa.

Este último estudo traz força à ideia de que a energia negra é uma constante cosmológica, usualmente tida como energia que se gera a partir do próprio vazio do espaço. A necessidade da energia negra vem do facto de que o universo não está simplesmente a se expandir, e sim a passar por uma expansão acelerada; quanto mais distante uma galáxia está de nós, mais depressa se parece deslocar.

A teoria da constante cosmológica não é a única explicação para a energia negra, no entanto, com diversos mecanismos propostos para tentar explicar o que observamos. Descobertas como a recente discrepância na taxa de expansão indicam que o mistério não está perto de se resolver, e apenas mais observações poderão levar-nos para mais perto da solução para o lado negro do cosmos.

[IFLScience]

Leave A Reply