Encontradas estátuas dos faraós Ramsés II e Seti II

0

A descoberta das estátuas aconteceu esta semana, no Cairo, junto das ruínas do templo de Ramsés II, no bairro de Heliópolis, Egipto. O ministro de Antiguidades egípcio, Khaled al-Anani, mencionou ser a “descoberta de um colosso”.

Foi um grupo de arqueólogos egípcios e alemães, que descobriram uma estátua do faraó Ramsés II, com aproximadamente oito metros de altura. Esta descoberta ocorreu na zona Este do Cairo, perto das ruínas do templo de Ramsés II, no bairro (que hoje é um dos mais pobres do Cairo). As estátuas encontravam-se submersas por lama.

Em depoimento à CNN, o ministro das Antiguidades egípcio, Khaled al-Anani, confirmou a descoberta: “Ligaram-me na Terça-Feira a anunciar a descoberta de um colosso, muito provavelmente de Ramsés II, feito de quartzito. Foi descoberto o busto da estátua e parte inferior da cabeça. Ao remover a cabeça, descobrimos a coroa e a orelha direita, assim como um pedaço do olho direito”.

Ramsés II governou entre 1278 AC e 1213 AC, e seria assim o terceiro faraó da 19.ª dinastia egípcia, é considerado um dos mais importantes do Antigo Egipto. Assim foi desde cedo, porque foi durante o reinado dele que o Império Egípcio se expandiu até aos territórios que hoje são da Síria e do Sudão.

Nesta mesma expedição, descobriu-se também a parte superior de uma estátua do faraó Seti II, neto de Ramsés II, feita de calcário e com aproximadamente oitenta centímetros.

O líder da expedição alemã, Dietrich Raue, da Universidade de Leipzig, explicou à CNN que Heliópolis, onde as descobertas foram feitas, era originalmente o local da casa do Deus-Sol, pelo que a descoberta não é uma surpresa total para Raue. “O Deus Sol criou o mundo em Heliópolis. Isso significa que tudo teria de ser construído aqui: estátuas, templos… Mas Ramsés II nunca viveu perto do local, porque era a morada do Deus-Sol”, recordou.

Comment