Elon Musk oferece-se para resolver o problema de Porto Rico

0

Depois de a rede eléctrica de Porto Rico ter ficado praticamente toda destruída devido à devastadora passagem do furacão Maria, Elon Musk ofereceu agora uma oportunidade única. Elon Musk, diz que consegue resolver o actual problema da rede eléctrica de Porto Rico, com recurso aos painéis solares e baterias da Tesla, e o Governador da ilha, Ricardo Rossello, diz ter todo o interesse em conversar com Elon Musk acerca do assunto.

Num momento em que apenas dez porcento da ilha de Porto Rico tem corrente eléctrica após a recente devastadora investida do furacão Maria sobre a mesma, e a empresa do estado responsável pela electricidade e manutenção da rede, diz que certas comunidades não conseguirão voltar a ter luz durante os próximos seis meses, Elon Musk comunicou através do seu Twitter que tem a possibilidade de reconstruir a rede eléctrica da ilha com recurso a baterias independentes e energia solar.

Musk afirmou que não é a primeira vez que a empresa faz algo do género, contanto no seu repertório com diversas ilhas já, e que apesar de as anteriores terem uma menor dimensão, não existe qualquer limite em relação à escalabilidade da solução, sendo perfeitamente exequível fazê-lo também na ilha de Porto Rico.

Frisou ainda que tal decisão só necessita da aprovação das forças políticas, e do povo de Porto Rico para poder avançar. A directora do gabinete de inovação da ilha, Glorimar Ripoli, respondeu também via Twitter, afirmando que suporta totalmente a solução e inovação que a mesma traz.

Neste momento a Tesla já enviou centenas de baterias Powerwall e tem técnicos especializados na ilha a dar formação aos locais sobre como se deve proceder para instalar o sistema.

Esta não é a primeira que Musk avança com um trabalho com a Tesla com base numa publicação no seu Twitter, já conseguiu um negócio para instalar uma central de baterias na parte Sul da Austrália em Março passado, tendo inclusivamente ido mais além, afirmando que a instalação estaria complete no prazo máximo de 100 dias após o começo da mesma, que teve início no mês passado, caso contrário a totalidade da instalação, quer em serviços, quer em produtos, seria oferecido, representando nesse caso um prejuízo para a Tesla de cerca de 50 milhões de dólares.

Comment