Drone secreto vai orbitar a Terra durante 270 dias

0

O X-37B, um drone espacial autónomo da Força Aérea dos EUA, capaz de missões com uma duração de anos, voltou a orbitar a Terra, desta vez durante 270 dias. No entanto, ninguém sabe para quê, nem mesmo a SpaceX, empresa que o colocou em órbita.

Este é semelhante com uma versão miniatura do vaivém espacial, o X-37B é um drone super-secreto da Força Aérea dos EUA, com duas particularidades importantes, é autónomo e viaja no espaço, em missões que podem durar dias, meses ou mesmo anos.

Esta semana, pela sétima vez, o X-37B regressou ao espaço, local onde ficará durante 270 dias. Ainda que tal não seja certo, uma vez que a Força Aérea dos EUA afirmou que “a duração da missão depende da performance orbital, das condições meteorológicas no local de aterragem e ainda do cumprimento dos objectivos da missão”.

E quais são esses objectivos? Ninguém sabe, nem mesmo a SpaceX, empresa que colocou o pequeno drone em órbita. Em comunicado, a Força Aérea norte-americana afirma que os “objectivos primários do X-37B são tecnologias reutilizáveis de material espacial para o futuro da América no espaço” e “levar a cabo experiências que podem ser trazidas e examinadas na Terra”.

Ao mesmo tempo, não deixará de ser conveniente ter em órbita uma nave espacial que pode monitorizar padrões climatéricos, ou movimentos de potências estrangeiras, ao mesmo tempo que se levam a cabo experiências científicas.

Esta missão é significativa também porque esta foi a primeira vez que a SpaceX, empresa fundada em 2002 por Elon Musk, foi escolhida para levar a cabo o lançamento de material espacial da Força Aérea.

O X-37B viajou no topo do Falcon 9, foguetão da SpaceX que regressou à Terra, aterrando na vertical. Tal ocorrência permite a sua reutilização, algo que Musk e outros acreditam reduzirá dramaticamente o custo das viagens espaciais.

O próximo passo será o de reutilizar os propulsores, ao invés de os deitar fora após cada lançamento, tal como vem sendo feito até aqui.

Comment