Dia 21, dia do grande Eclipse

0

O eclipse solar total, que ocorre quando a Lua tapa a totalidade da superfície visível do sol, é sem dúvida uma ocorrência única na vida. Não é por isso de estranhar toda atenção gerada por este fenómeno que acontece hoje, dia 21 de Agosto.

Infelizmente para quem está em Portugal, haverá pouco para ver, uma vez que o seu início coincide com o nosso pôr do sol. O Observatório Astronómico de Lisboa (OAL) estima que cerca de 19% da superfície encoberta, com início marcado para as 19h45.

Já na Madeira e nos Açores esse valor sobe para os 33% e 28% respectivamente, sendo que nos Açores será também o local em Portugal onde o eclipse será visível por mais tempo, aí terá início marcado para as 18h40.

No entanto, o Observatório alerta para os riscos para a visão humana de uma observação mais demorada do sol. Os óculos escuros não são protecção adequada ou suficiente, e nunca se deve olhar para o sol por mais de poucos segundos. Mais fundamental mesmo, é “a utilização de filtros solares para protecção dos olhos (filtros oculares) ou de equipamentos adequados para observação dos eclipses solares, é absolutamente imperiosa. Estes filtros especializados reduzem drasticamente toda a radiação solar: ultravioleta, visível e infravermelha”, aconselha o OAL.

Apenas através deles se poderá observar um disco solar luminoso bem definido, porém, não deve fazer uma observação continuada do sol mesmo usando os filtros solares. As características físicas destes filtros traduzem-se por uma transmitância inferior a 0,003% na banda visível e inferior a 0,5% no IV próximo. Se colocar óculos deve colocar os filtros solares oculares antes disso e não esforçar a vista. Não tendo os meios adequados é preferível “desistir da observação directa e recorrer à observação por projecção, que aumenta a imagem e proporciona uma visão segura e confortável.”

Assim, pode olhar de vez em quando, mas o melhor mesmo é olhar para o telemóvel. Isto porque a NASA, através da sua aplicação, vai transmitir todo o eclipse a partir dos pontos mais espectaculares para o efeito: no solo, em balões de altitude ou aviões, e até mesmo da Estação Espacial Internacional. No site que a agência americana criou, pode ver tudo, ler tudo, e encontra também o link para as várias apps da NASA.

Existem outros locais onde também pode seguir o fenómeno, como do Instituto Smithsonian, o importante é não perder o eclipse, mas em total segurança.

Comment