Como a nossa Lua se afastou da Terra

0

A Lua, a enorme rocha que gira em torno do nosso planeta, começou lentamente a se afastar da Terra há cerca de 4 biliões de anos. Até agora não existiam muitos detalhes acerca deste evento, mas um novo estudo apresentou agora novos dados acerca do evento.

Na altura do evento, segundo o modelo de simulação dinâmica, o nosso Sol brilhava cerca de 30% menos e a Terra era um planeta gelado e inóspito, e este novo modelo pretende preencher algumas lacunas sobre os motivos e como o nosso planeta e a Lua se tornaram vizinhos durante este período, e explicar o porquê de a Lua ser bastante mais espessa do que deveria de ser no meio.

A nossa Lua afasta-se da Terra cerca de 4 centímetros por ano, sendo esta uma das razões pelas quais a rotação do nosso planeta tem vindo gradualmente a abrandar e os nossos dias se têm tornado mais longos, ainda que a um ritmo extremamente lento.

O afastamento e qual o grau anual do mesmo já era do conhecimento global, mas este novo estudo revela agora dados sobre como este movimento terá acontecido há biliões de anos, e revela que a separação foi um processo bastante lento com a duração de algumas centenas de milhões de anos, e para tal ter acontecido, à data o planeta teria de se encontrar congelado, caso contrário este movimento lento jamais seria possível devido às forças das marés.

O facto de o nosso planeta à data estar provavelmente congelado apesar de estar substancialmente mais perto do Sol, sugere que este último teria uma intensidade bastante inferior permitindo então o congelamento da Terra.

As teorias de que no passado a Terra seria um planeta gelado como consequência de o Sol ser bastante menos quente do que como o conhecemos, não são de todo novas, mas nunca havia sido sugerido nada acerca de um período tão distante quanto há 4 biliões de anos.

A maior resposta que este estudo pretende trazer, é a acerca do motivo da Lua ser mais plana na região polar, e mais larga na região central, contrariando as proporções que esta deveria ter com base na sua rotação e velocidade. Os cientistas acreditam que este formato vem da altura em que a Lua era bastante mais quente, maior e se encontrava bastante mais próxima da Terra, com grande parte do material a ficar congelado na zona central da Lua à medida que esta se afastava.

Este novo estudo, conseguiu criar um modelo que consegue corroborar a teoria, demonstrando que a Terra gelada, em conjugação com um lento afastamento da Lua poderão realmente ser os responsáveis pelo estranho formato da Lua que podemos observar hoje em dia.

Leave A Reply