Cidade perdida de Alexandre o Grande encontrada

0

Depois de se ter perdido o rasto da cidade há cerca de 2000 anos, parece ter sido novamente encontrada. A cidade, fundada na era de Alexandre o Grande, terá sido detectada na zona de Qalatha Darband, na província de do Curdistão Iraquiano, quando foram detectados vestígios de ruínas de uma antiga fortificação na zona.

Ainda não existe uma data definida pelos pesquisadores ainda, mas acredita-se que esta zona, é a mesma na qual Alexandre o Grande terá marchado contra o Rei da Pérsia Darius III, na antiga zona da mesopotânia.

A região poderá em tempos idos ter sido uma zona de forte comércio de vinho entre soldados e mercadores e esta poderá ter sido uma cidade bastante movimentada entre o Irão e o Iraque em tempos idos.

A região foi classificada como área de interesse arqueológico, em 1960, graças ao satélite espião dos Estados Unidos que tirou fotos para monitorizar a zona durante a Guerra Fria, e que ao serem desclassificadas em 1990, permitiram aos arqueólogos identificarem formações de ruínas nas mesmas.

Devido à guerra na região, os arqueólogos não conseguiram explorar mais dedicadamente a região, sem ser no século 21, no qual estes recorreram a drones para analisarem a região e detectarem a zona especifica na qual foi agora descoberta a cidade ancestral.

Até agora a análise do local revelou a existência de diversas ruínas de edifícios, incluindo muros fortificados de pedra, e prensas que poderão ter sido utilizadas para a produção de vinho ou azeite.

Além disso, foram também já encontradas algumas relíquias, tais com estátuas e partes de tectos com figurinos de Adonis e Persephone, apesar de ainda não existir uma data certa para estas, os pesquisadores acreditam que estas sejam do século 1 ou 2 AC.

Vamos ter de esperar um pouco mais para saber todas as surpresas que nos esperam no local, mas todas as descobertas de cidades ancestrais, são para nós, fantásticas.

Comment