Chile foi atingido por sismo de magnitude 7,6

0

Foi sentido um sismo de 7,6 na escala de Richter, no Sul do Chile, que levou as autoridades a emitir um alerta de tsunami. As autoridades chilenas afirmam que não há vítimas mortais.

Este sismo de 7,6 na escala de Richter, foi sentido perto da Isla Grande de Chiloé, no Sul do país. A localidade mais próxima é Quellón, uma cidade portuária onde vivem cerca de 25 mil habitantes. O sismo foi registado às 11h22 deste Domingo.

Foi emitido um alerta de maremoto, que acabou por ser cancelado mais tarde.

A autoridade nacional para as emergências, ONEMI, ordenou a evacuação das zonas costeiras de Araucanía, Los Ríos e Aysén. O “estado de precaução” também abrangeu a região de Biobío, mas foi, entretanto, cancelado. Esta evacuação deverá ser apenas feita a pé e sem recurso a veículos.

Até agora, não houve menção a outros estragos para além daqueles que já foram registados em estradas da região. Também ainda não há notícias de vítimas, de acordo com a ONEMI.

Segundo o Pacific Tsunami Warning Center, uma agência estatal dos EUA, as ondas causadas por este sismo vão chegar à costa do Chile em intervalos dos cinco aos 60 minutos. Segundo o mesmo órgão, as ondas vão chegar a Corral (hora prevista para as 12h22 locais), a Golfo de Penas (12h31), a Talcahuano (12h48) e a Puerto Montt (16h01).

O sismo teve o seu epicentro no mar, a cerca de 20 quilómetros de Quellón. Segundo o Centro Sismológico Nacional do Chile, o epicentro está a uma profundidade de 30 quilómetros.

“Vivo há 10 anos no Sul e nunca senti nada como isto”, afirmou ao jornal digital Emol, uma das pessoas que abandonaram as suas casas depois deste sismo.

No Twitter, a Presidente do Chile, Michelle Bachelet, escreveu a seguinte mensagem, “Muita força e ânimo aos compatriotas afectados pelo sismo em Chiloé e noutras zonas do Sul! Os protocolos de emergência já estão a funcionar”.

Leave A Reply