Brócolos contra os diabetes

0

Um grupo de cientistas descobriu que os brócolos contêm um ingrediente que pode ajudar a controlar os níveis de açúcar no sangue em pacientes com diabetes tipo 2, possivelmente fornecendo uma hipótese de tratamento para todos os que sofrem desta condição, o químico, conhecido como sulforafano, pode ser encontrado em diversos vegetais crucíferos, e segundo exames elaborados em ratos diabéticos em laboratório, aparenta reduzir os níveis de glucose.

Os investigadores recorreram a modelos de computador para identificar as expressões genéticas ligadas aos diabetes de tipo 2, e depois analisaram milhares de químicos até identificarem um que eventualmente conseguisse reverter os efeitos. Após a realização dos primeiros testes, foi detectada uma redução da glucose na casa dos 10 porcento, que à partida é suficiente para atenuar as complicações a nível de olhos, rins e sangue.

A dose do químico fornecida, era equivalente a cerca de 5 quilos de brócolos diários, mas os pesquisadores acreditam que com o tempo conseguirão torna-la num pó que possa ser adicionada à comida ou bebida de forma simples. Cerca de 15 porcento dos doentes que sofrem de diabetes, não pode tomar metformina, devido a esta lhes causar complicações a nível de rins, tornando esta abordagem com o sulforafano, extremamente importante.

Os dois químicos funcionam mediante abordagem diferentes, e enquanto que o sulforafano age suprime as enzimas presentes no fígado que estimulam a produção de glucose, a metformina torna as células mais sensíveis à insulina, consumindo assim mais glucose.

Apenas nos Estados Unidos, existem mais de 29 milhões de pessoas que sofrem de diabetes tipo 2, e a tendência é para este número crescer exponencialmente, por isso qualquer tipo de ajuda é importante.

Antes de os cientistas iniciarem os testes em humanos, detectaram que o sulforafano apresenta também a capacidade de reduzir a produção de glucose em células de fígado, e retornam a expressão genética do fígado para níveis normais em ratos que sofrem da condição.

Serão necessários estudos mais aprofundados para garantir o efeito benéfico do químico, por isso e até lá, não vale a pena aumentar o consumo deste tipo de vegetais.

Leave A Reply