As Novas Imagens da NASA de Ceres São Espectaculares

0

A NASA lançou novas imagens de Ceres tiradas pela nave espacial Dawn. Não só os detalhes são espectaculares, como a resolução poderá ajudar-nos a compreender melhor o enigmático problema anão.

A imagem acima é da Cratera Haulani. Com 34 quilómetros de comprimento, está bem longe da maior cratera de Ceres, mas é distintivamente uma das mais recentes características geológicas. Foi tirada quando a Dawn estava ainda na sua rota de mapeamento de grande altitude, cerca de 1 480 quilómetros acima de Ceres. Por muito espectacular que esta imagem seja, o melhor está para vir. Desde então, a Dawn moveu-se para a sua rota final, a 385 quilómetros da superfície, e de esta altura poderá ver objectos num raio de 35 metros.

Apesar do brilho de Haulani ser interessante, a luz azul vista na imagem de cima foi intensificada. A Dawn detectou cores similares em torno de outras jovens características geológicas na superfície de Ceres.

“A Haulani representa perfeitamente as propriedades que esperaríamos ver num recente impacto na superfície de Ceres. O solo da cratera está largamente livre de impactos, e contrasta fortemente de cor contra outras partes mais antigas da superfície”, disse Dr. Martin Hoffmann do Max Planck Insisitute for Solar System Research, Alemanha, numa declaração.

pia20359_crop

Sem a intensificação de cor utilizada na imagem de grande altitude, a Haulani parece menos interessante, mas os cientistas planetários apareciam a observação mais aproximada do aspecto das linhas estranhamente direitas à volta da do rebordo da cratera, que torna a Haulani num polígono, em vez do aspecto circular das crateras comuns.

O outro detalhe interessante do conjunto mais recente de fotografias é a Cratera de Oxo. Com apenas 10 quilómetros de comprimento, a Oxo é o segundo objecto mais brilhante em Ceres, depois da área central da Cratera Occator, que é tão brilhante que o Hubble detectou a anomalia antes da aproximação da Dawn.

pia20360

A maior parte dos mapas de Ceres apresentam OXO perto da berma, por isso é menos familiar a não-especialistas do que outras características. Além do seu brilho, Oxo chamou a atenção dos cientistas por causa da grande secção conhecida como “slump”, onde o material caiu abaixo da superfície. Os minerais no solo da cratera aparentam ter uma composição diferente da restante de Ceres, desertando consideravelmente o interesse em imagens mais detalhadas.


(Vídeo em Inglês)

[IFLScience]

Leave A Reply