Aqui estão sete espécies adoráveis de Aranhas-pavão

0

Todos sabemos que as aranhas são horríveis e que toda a gente as odeia, conheça a adorável Aranha-pavão. Por mais corajoso que seja, é extremamente provável que a aranha não seja um daqueles animais com o qual tenha mais empatia, mas talvez mude um pouco de opinião quando observar sete espécies de Aranha-pavão que parecem saídas de um filme da animação para crianças.

Existem até agora identificadas, entre espécies e subespécies, cerca de 67 aranhas deste tipo. O zoologista Jurgen Otto, em conjunto com o seu colega David Hill, acabou de encontrar sete novos exemplares desta bonita aranha.

A maior parte deste vasto número de 67 Aranhas-pavão, foi descoberta nos últimos nove anos, e os machos, tal como os pavões, exibem as suas caudas a fim de cortejar as fêmeas. Estas aranhas são bastante pequenas, alcançando apenas alguns milímetros no máximo, e abundam na Austrália.

Maratus sapphirus

Esta aranha foi apenas vista até agora num único local, Baraga Bay em New South Wales, também conhecida como Sapphire Coast. Os dois pontos de cor azul brilhante presentes nesta aranha, fazem lembrar safiras.

Maratus cristatus

A Maratus cristanus habita a zona sudoeste da austrália, perto da cidade costeira Denmark, é caracterizada pelos seus oito tufos de pelo branco, e o bonito padrão de em tons de azul-leitoso e laranja-escuro.

Maratus trigonus

Este exemplar, caracteriza-se pelo facto de o seu Opisossoma, a parte posterior do corpo, apesar de ser redondo, assumir o formato de um triângulo aquando do cortejo da fémea, e pode ser encontrada na região oeste da Austrália, mais precisamente no Monte Lindesay.

Maratus electricus

Uma espécie curiosa desta aranha, que reside na região oeste da Austrália, no Lago Muir, uma vez que o seu Opisossoma não apresenta abas como é comum acontecer nesta espécie.

Maratus nimbus

Descoberta em Moama, em New South Wales, apresenta um tom ténue do tipo pastel, contrastando assim das outras espécies deste tipo de aranha que costumam apresentar tons vívidos, com um padrão branco sobre um fundo num azul pálido, fazendo lembrar as nuvens do céu, e daí o seu nome.

Maratus gemmifer

Foi encontrada na reserva natural de Karnup, um pouco acima do Sudoeste da Austrália, e o seu nome significa “a portadora de joias”, devido ao facto das suas abas, aparentarem ter gemas brilhantes.

Maratus melindae corus

E por último a Maratus melindae corus, natural da Reserva de Banksia na parte Oeste da Austrália, é da mesma espécie da Aranha-pavão anterior, e apesar de ser bastante parecida com a anterior, não apresenta dois pontos brilhantes, e tem uma mancha branca na parte traseira da cabeça.

Leave A Reply