10 coisas que não sabia acerca de Albert Einstein

0

Todos conhecemos Albert Einstein, provavelmente o homem mais inteligente que já viveu, e que as suas contribuições para a ciência foram as maiores de sempre, mas ainda assim, existem algumas coisas que poderá não saber acerca do icónico cientista.

10 – Ele falhou mesmo o seu exame de admissão à faculdade

Em 1895, o jovem Einstein de apenas 16 anos, tentou matricular-se no exame para entrar no Swiss Federal Polytechnic e, embora os seus resultados a física e matemática tenham sido realmente excepcionais, os outros resultados foram tão baixos, que ele reprovou no exame.

9 – Ele era óptimo com música

Einstein começou a amar a música muito cedo, influenciado pela sua mãe que tocava piano, começou a ter aulas de violino com cinco anos de idade, e durante toda sua vida ele tocou, mesmo quando precisava de pensar melhor acerca das suas teorias.

8 – Ele poderia ter sido Presidente

Apesar de não ser do conhecimento geral, quando o primeiro Presidente de Israel, Chaim Weizmann, morreu, Albert Einstein foi convidado para sucedê-lo no cargo, mas recusou-o.

7 – Ele prometeu o Prémio Nobel à sua esposa, mesmo antes de o ter ganho

Em 1919, Einstein e a sua primeira esposa começaram a preencher os seus papéis de divórcio, e ele prometeu na altura lhe dar o dinheiro do Prémio Nobel, bastante antes de tê-lo realmente ganho.

6 – Ele navegava como hobby

Desde a época da faculdade, Einstein gostava de navegar, embora, como ele próprio afirmou, não fosse muito bom a fazê-lo e de facto, ele nem sabia nadar, mas adorava-o de qualquer modo.

5 – A sua cabeça era muito grande quando nasceu

Quando Einstein nasceu, a sua mãe pensou que ele tinha algum problema, mas após um exame mais atento feito pelos médicos, foi tranquilizada de que tal seria “normal” e passadas algumas semanas, o corpo cresceu levando as duas proporções corpo-cabeça a valores mais comuns.

4 – Ele realmente tinha um cérebro diferente

O cérebro de Einstein foi estudado por diversos pesquisadores após a sua morte, descobrindo muitos factos curiosos, sendo um dos mais intrigantes, o facto de o seu lóbulo parietal, a região responsável pelo pensamento matemático e movimento, ser na realidade 15% maior do que o de uma pessoa comum, mas pesava menos do que o cérebro comum.

3 – Ele deixou a Alemanha por causa de Hitler

Apenas um mês depois da chegada de Hitler ao poder, em 1933, Einstein, que era judeu, foi morar para os Estados Unidos, e nunca mais voltou.

2 – Ele desenvolveu a maior parte das suas teorias enquanto trabalhava para o governo

Einstein trabalhava como funcionário de patentes num escritório suíço, onde estava encarregue do entediante trabalho de examinar as alegações de patentes, mas ele era tão eficiente a fazê-lo, que encontrou tempo livre suficiente para desenvolver a suas teorias que viriam a mudar o mundo.

1 – O seu interesse pela ciência começou aos 5 anos devido a uma simples bússola

Quando tinha apenas 5 anos e estava doente de cama, o seu pai mostrou-lhe uma simples bússola de bolso, e ele considerou-a um objecto hipnotizante devido ao seu funcionamento magnético, este objecto simples criou seu fascínio pela ciência.

Leave A Reply