10 Cientistas Desconhecidos que Moldaram a Computação Moderna

0

A maior parte das pessoas provavelmente não ouviram falar dos ciêntistas que desenvolveram algumas das ideias e tecnologias mais críticas para a existência da experiência de Computação Moderna. Todos nós ouvimos falar de Steve Jobs e Bill Games, mas poucos conhecem Tim Berners-Lee. Devíamos.

10 – John Von Neumann
JVN

Von Neumann projetou a arquitetura do computador moderno. Embora ele fez incorporar as idéias de vários colegas, nomeadamente computador pioneiros Presper Eckert e John Mauchly, Von Neumann é geralmente dado o crédito para a invenção porque ele documentou pensamentos dos grupos, em um jornal de 101 páginas, que ele escreveu durante um passeio de trem da costa leste de Los Alamos, Novo México em 1945. Inovação principal de von Neumann estava armazenar o programa e os dados juntos na memória. Computadores construídos desde a concepção de Von Neumann eram mais rápido e mais fácil programa do que modelos anteriores. Computadores de hoje – cerca de 70 anos mais tarde-ainda usa esta mesma arquitetura.

Projetar o computador moderno, é quase uma nota de rodapé na lista de Von Neumann de realizações. Ele publicou dezenas de artigos de Marco que influenciaram profundamente a direção futura de matemática, física e economia. Ele fez contribuições significativas para o desenvolvimento da bomba atômica. Ele até tinha um senso de humor; Ele gostava de jogar piadas sobre Einstein quando eles eram ambos professores da Universidade de Princeton. Von Neumann tinha uma memória eidética, capaz de recitar textualmente de livros que tinha lido décadas antes. Ele também usou para entreter os convidados:

"Um truque de festa favorita dele foi memorizar uma página do livro de telefone. Ele pedia uma visita ao lar dos Neumann para selecionar uma página do livro, que ele então iria ler através de algumas vezes. Ele então devolva o livro para o visitante e pedir-lhes para questioná-lo sobre a página, diz-se por dar-lhe um nome e pedindo o número de telefone ou fazê-lo recitar uma seqüência de nomes, endereços e números em ordem. Ele era raramente errado."

9 – Vannevar Bush
vbush

Como Von Neumann, lista de Bush de realizações é sobre-humano. No início de sua carreira ele foi um prolífico inventor de máquinas diversas, incluindo os primeiros computadores analógicos. Mas Bush foi mais do que um engenheiro de super nerd. Ele liderou o Comité de investigação de defesa nacional, que desempenhou um papel importante no desenvolvimento de muitas tecnologias usadas na segunda guerra mundial. Durante a guerra, ele era o chefe do escritório de investigação científica e desenvolvimento, o que contribuiu para a melhoria de foguetes, radar, sonar e muitas outras tecnologias. Ele foi instrumental em convencer a administração de Roosevelt para aprovar e financiar o projeto Manhattan, que levou ao desenvolvimento da bomba atômica. Após a guerra, ele desempenhou um papel importante na criação da Fundação Nacional de ciência, e também foi um dos fundadores da Raytheon, a empresa de tecnologia de defesa maciça.

Hoje, Bush é mais frequentemente lembrado como o autor do artigo incrivelmente visionário "Como nós podem pensar", que foi condensada e publicado em 1945 pelo Atlântico. O artigo descreve como um computador como um dispositivo – que ele se refere como o memex – poderia armazenar e permitir que os usuários instantaneamente recuperar informações. A coisa realmente surpreendente sobre o papel é que ele escreveu um par de anos antes do primeiro computador de uso geral até foi desenvolvido:

"Considere um futuro dispositivo para uso individual, que é um tipo de arquivo particular mecanizado e biblioteca. Precisa de um nome, e, a moeda de um aleatoriamente, vai fazer "memex". Um memex é um dispositivo em que um indivíduo armazena todos os seus livros, registros, e comunicações, e que é mecanizada, assim pode ser consultado com grande velocidade e flexibilidade. É um suplemento íntimo alargado à sua memória."

8 – Jack Kilby
Kilby

Os primeiros computadores eram máquinas grandes, muito caras que encheu uma sala grande. Kilby desempenhou um papel importante em diminuir o computador e tornando-o mais rápido e mais barato.

Kilby inventou o microprocessador em 1958. Sua idéia básica era de fazer todos os componentes das unidades de processamento principal do computador de silício e o carimbo em um único chip, eliminando as despesas de componentes individuais de fiação juntos. E porque estava tudo em um único chip, o tamanho do computador poderia ser reduzido e desempenho melhorado.

Kilby não era o único com essa idéia. Robert Noyce criou seu próprio microprocessador alguns meses mais tarde e passou a ser encontrado Intel. Ele não ganhou um prémio Nobel como Kilby mas ele deixou alguns bilhões de dólares, então correu tudo muito bem para ele.

7 – Douglas Engelbart

Engelbart foi um dos primeiros a entender que um computador pode ser algo muito maior do que um super poderoso número cruncher. Enquanto trabalhava no Instituto de pesquisa de Stanford conduziu experimentos projetados para melhorar a interface homem-máquina, em última análise, inventando vários conceitos de Marco como o bitmap display e interface de usuário gráfica rudimentar.

Engelbart será lembrado principalmente como o inventor do mouse. Os outros tinham desenvolvido conceitos semelhantes, mas é o protótipo do Engelbart, que consistia em uma concha de madeira que abrigava duas rodas de metal, que decolou. Equipe de Engelbart chamou um "rato" porque o cabo para conectar o dispositivo ao computador se assemelhava a cauda de um rato.

Em 1968 Engelbart conduziu o Marco "mãe de todas as Demos" (veja acima), um chamativo para sua demonstração de tempo das idéias da sua equipe.

6 – Alan Kay
alankay

Alan Kay foi um dos pioneiros no desenvolvimento da interface de usuário gráfica moderna. Engelbart é interface, embora notável para a época, era primitiva, realizada através de seqüências de teclado e clicando em texto na tela. XEROX, entrando em massa volta do final dos anos 60 e 70 devido ao sucesso de suas máquinas copiadora, decidiu financiar um centro de pesquisa, não muito longe da Universidade de Stanford, um viveiro de informática. Kay e muitos outros geeks de computador avançado foram contratados, o que levou ao desenvolvimento do lendário computador pessoal XEROX Alto, o primeiro com uma interface moderna, com muitos dos recursos que agora tomam para concedido, como janelas, menus, botões de rádio e caixas de seleção.

Embora a XEROX tinha a tecnologia, levou Steve Jobs para perceber o que significava. XEROX convidou empregos e sua equipe, que na época estava trabalhando em seu próprio computador pessoal, a LISA, para ver seu trabalho. Empregos olharam para o Alto e viram o futuro que ele ajudaria a popularizar:

"O que está acontecendo aqui? Você está sentado sobre uma mina de ouro! Por que não está fazendo algo com esta tecnologia? Você pode mudar o mundo!"

O desenvolvimento da moderna interface não era a maior conquista de Kay. Ele também desempenhou um papel principal no desenvolvimento do, o paradigma em que se baseia a todas as linguagens de programação modernas de programação orientada a objeto.

5 – C.R. Licklider
Licklider

Licklider foi o primeiro a ver como uma rede de computadores pode impactar o mundo. No início dos anos 60, Licklider foi contratado para chefiar o departamento de defesa avançada projectos de investigação. Durante esse tempo ele escreveu dois importantes trabalhos que muito influenciaram o futuro da ciência da computação.

Em seu artigo "Simbiose homem-computador" Licklider esboçou suas idéias para usar o computador para "aumentar" o cérebro humano e ajudar os trabalhadores a colaborar de forma mais produtiva:

"A esperança é que, não há muitos anos, cérebros humanos e máquinas de computação irão ser acopladas juntos muito firmemente e essa parceria resultante irá pensar como nenhum cérebro humano nunca pensou e processar dados de uma forma não abordado nas máquinas de manipulação de informações que hoje conhecemos."

Em 1968, ele publicou "O computador como um dispositivo de comunicação", que descreveu a mecânica do e benefícios de ser derivado de conectar computadores juntos em uma rede. Licklider escreveu:

"Vida será mais feliz para o indivíduo on-line porque as pessoas com quem um interage mais fortemente serão selecionadas pela semelhança de interesses e objetivos do que por acidentes de proximidade."

Inspirado por sua visão e sob sua liderança, uma equipe do departamento de defesa desenvolvido suas idéias em uma rede totalmente funcional, ARPANET, um grande passo para a internet moderna.

4 – Vint Cerf
Cerf

Embora APRANET é muitas vezes referido como o primeiro internet, ele apenas conectado a computadores em uma rede. O desenvolvimento da internet "real" tiveram que esperar até Vinton Cerf e Bob Kahn, o parceiro dele desenvolveram TCP/IP.

Tanto Cert Kahn foram envolvidos no projeto ARPANET. ARPANET usada uma tecnologia chamada "comutação de pacotes", inventada por Paul Baran no início dos anos 60. Patch-comutação refere-se a incrivelmente complicado, impossível para o comum mortal entender a tecnologia usada para transferir dados de um computador para outro através de um labirinto de cabos, gateways e roteadores.

Uma característica principal da tecnologia é completa descentralização; a rede continua a funcionar mesmo se alguns dos roteadores ou outros dispositivos falhar. A motivação principal de Baran era evitar um possível intercâmbio nuclear com a União Soviética, uma vez que uma rede de comunicação descentralizada – ao contrário da rede de telefone centralizado do tempo – seria um alvo menos desejável. Baseando-se esta ideia de uma rede descentralizada, Cerf e Kahn criaram TCP/IP, que foi universalmente adotada e ainda é utilizado por praticamente todos os computadores conectados à internet.

3 – Ken Thompson
Thompson

TCP/IP e APRANET lançaram o trabalho de base para computadores em todo o mundo para falar um com o outro. Infelizmente, as primeiras redes ligadas principalmente computadores mainframe, máquinas grandes, caras que só grandes empresas, órgãos do governo e algumas universidades podem pagar. Poucas pessoas tiveram acesso a esta rede.

Isso é onde Ken Thompson, juntamente com Dennis Richie e seu empregador, Bell Labs, veio para nos salvar. Thompson e Rickie tinham trabalhado em uma tentativa de desenvolver um novo sistema operacional, MULTICS, que sentiam ser muito complicado e pouco confiável. Com base nessa experiência, eles decidiram desenvolver o seu próprio, que eles chamavam de UNIX. UNIX foi portátil, rápido e o mais importante, poderia funcionar em plataformas de hardware de baixo custo.

Bell Labs tinha uma relação de trabalho com muitas comunidades acadêmicas, incluindo a Universidade da Califórnia em Berkeley. Estudante de Berkeley-nerds desenvolveram sua própria versão gratuita do UNIX. Em parte por causa do baixo custo e facilidade de acesso fornecido pelo UNIX, o número de servidores conectados à internet cresceu a uma taxa astronômica, que eventualmente levou a um número cada vez maior de web-sites disponíveis ao público.

2 – Tim Berners-Lee
TBL

Tim Berners-Lee inventou quase single-com folga as tecnologias que se tornaria conhecidas como a World Wide Web. De HTML, protocolo HTTP, o servidor web e o navegador da web, Berners-Lee teve uma mão em todos eles. Então seu empregador deu todo o caminho para a graça.

No final dos anos 80 trabalhou de Berners-Lee no CERN, Organização Europeia de investigação que opera o maior laboratório de física de partículas do mundo. CERN tinha muitos complexos projetos acontecendo, e Berners-Lee teve a idéia, com base em pensamentos originais do Bush, do uso de "hipertexto" para ajudar a organizar todas as informações pertinentes aos projetos. Seu sistema de hipertexto proposta serviria para "ligar" as informações juntos, tornando mais fácil para encontrar as informações relevantes.

Desde este início Berners-Lee passou a criar basicamente o que ficou conhecido como "web" quase por conta própria. Ele programou o primeiro navegador da web e o primeiro servidor web, inventou o HTML e definido o protocolo HTTP definido como o navegador comunicou-se com o servidor web via TCP/IP.

1 – Marc Andreessen
Marc

Primeiro navegador do Berners-Lee, chamado WorldWideWeb, não era muito chique. No entanto, muitos outros rapidamente entendeu que um navegador da web mais sofisticado poderia realmente fazer web decolar. E assim começou a guerra dos navegadores. O primeiro foi entre o Internet Explorer da Microsoft e mosaico, desenvolvido por Marc Andreessen e Eric Bina, então os funcionários da Universidade de Illinois. O navegador Mosaic, mais tarde rebatizada Netscape, com sua capacidade de bem e rapidamente exibir imagens, gráficos e vídeo, desempenhou um papel importante na popularização da web. Robert Metcalfe escreveu:

"Marc Andreessen e Eric Bina desenvolveram NCSA Mosaic na Universidade de Illinois. Vários milhões então de repente notei que a Web pode ser melhor do que sexo."

Apesar de Bina na verdade muito do código escrito, Andreessen foi a força motriz. Ele era o visionário que viu o impacto iminente da web e comunicou isso ao mundo. Andreessen foi o primeiro a qual Internet, o primeiro megastar de internet que passou no tornar-se ambos os ricos e famosos. Muitos outros seguiria seus passos, incluindo o Larry Page do Google e, Mark Zuckerberg do Facebook.

[TopTenz]

Leave A Reply